Mas quais plantas são tóxicas para cães?

No Brasil, em que o clima permite que os cães não fiquem tão presos dentro de casa, ainda mais se forem cães do campo, o nosso amigo canino pode passar muito mais tempo em contato com a natureza.

Os cães, na fase mais jovem, são seres curiosos e empreendedores (numa linguagem clara: fuçadores).

Mesmo que nós, tutores, façamos de tudo para mantê-los em segurança, frequentemente o perigo se apresenta onde nós nunca imaginamos.

Os nossos filhotes farejam, lambem e provam tudo o que lhes traga curiosidade, e isso, às vezes, pode ser arriscado para a saúde deles.

E infelizmente nem todos sabem que muitas das mais comuns plantas de jardim são tóxicas para o cão.

Vamos conhecer as plantas tóxicas para cães mais comuns:

  • ALOE VERA OU BABOSA

Ainda que apresente várias propriedades curativas para os seres humanos, a aloe vera (ou babosa) é tóxica para cães.

O uso local do gel presente no interior das folhas não causa nenhum problema, mas outros componentes da planta podem irritar o aparelho digestivo do cão se ingeridos.

  • HERA COMUM
Hedera helix

A sua capacidade de escalar torna-a uma ótima planta ornamental.

É, porém, tóxica para os nossos amigos caninos.

Folhas, flores e bagas, se ingeridas, podem provocar problemas gastroentéricos, notados por vômito, náusea, diarreia, tremores difusos e descompensações respiratórias.

Se ingerida em grande quantidade, pode levar o animal até a morte.

  • COMIGO-NINGUÉM-PODE
Dieffenbachia Dumb canes plant in the black pot

O nome popular da Dieffenbachia já assusta e com razão: se o seu cão ingerir as folhas dessa planta, a boca e a língua podem ficar inchadas causando-lhe dificuldades respiratórias e, em casos muito graves, a morte.

Com essa não se pode brincar, não.

  • COPO-DE-LEITE
Zantedeschia aethiopica

A ingestão dessa planta por cães pode causar irritação das mucosas, dor severa e edema de glote.

O mecanismo de toxicidade é idêntico ao da comigo-ninguém-pode.

  • ANTÚRIO
Anthurium

Também dotado do mesmo mecanismo de toxicidade da comigo-ninguém-pode, os principais sintomas relacionados à ingestão de antúrio são queimação das mucosas, inchaço da boca, dos lábios e da garganta, edema da glote, asfixia, náuseas, salivação, vômitos e diarreia.

  • HORTÊNSIA
Hydrangea macrophylla

A hortênsia adaptou-se muito bem ao Brasil. Ela é bela, mas também perigosa. A intoxicação é provocada pela ingestão das flores. Os sintomas mais comuns são sonolência, vômito, diarreia e problemas respiratórios que podem levar à morte.

  • PLANTA-JADE
Crassula ovata

Variedade de fícus popular por sua resistência e pela capacidade de chegar a viver perto de 100 anos, a planta-jade é tóxica para cães.

A ingestão causa vômito e desaceleração do batimento cardíaco, além de depressão.

  • AZÁLEA OU AZALEIA
Rhododendron simsii

Folhas e néctar da azaleia são altamente irritantes, mesmo em quantidades mínimas.

Se ingeridos, causam problemas gastrointestinais, neurológicos e cardiológicos, inclusive letais.

  • ZAMIOCULCA
Zamioculcas

Como precisa de pouca luz, podendo, pois, ser colocada em ambientes internos, ela é bem apreciada, mas, se ingerida por um cão, pode causar-lhe vômito e diarreia.

  • DRACENA
Dracaena fragrans

Altamente popular, mas muito perigosa, a dracena pode ser drástica.

O vômito, às vezes com vestígios de sangue, é o sintoma mais comum se ela for ingerida por um cão, mas também a ingestão pode causar-lhe perda de apetite e depressão.

Outras plantas tóxicas para cães que valem citar e que também podem causar problemas:

  • AVE-DO-PARAÍSO (ESTRELÍTZIA)
  • LÍRIO
  • LÍRIO-DA-PAZ
  • HIBISCO
  • BICO-DE-PAPAGAIO
  • VIOLETA
  • ESPADA-DE-SÃO-JORGE
  • COSTELA-DE-ADÃO
  • DAMA-DA-NOITE
  • MAMONA

Mas então quais plantas você pode ter? Sem ter medo dele ser intoxicado?

As plantas a seguir não têm efeitos tóxicos aos cães, podendo servir como alternativas saudáveis a serem mantidas em jardins e vasos:

  • HAWORTHIA OU PLANTA-ZEBRA
  • HERA SUECA
  •  SAMAMBAIA-DE-BOSTON
  • CLORÓFITO (PAULISTINHA)
  •  CACTO DA PRIMAVERA
  • PALMEIRA ANÃ
  • ASPIDISTRA
  • MONGUBA (CASTANHA-DO-MARANHÃO)
  • ORQUÍDEA-TIGRE
  • ORQUÍDEA BORBOLETA (ORQUÍDEA PHALAENOPSIS)
  • SOMBRINHA-CHINESA

E O QUE FAZER SE O CACHORRO INGERIR UMA PLANTA TÓXICA?

Os casos de envenenamento por plantas são mais frequentes nos primeiros meses de vida do cachorro quando, movido pela curiosidade e pelas brincadeiras, o filhote tende a ingerir tudo o que lhe acontece.

A melhor coisa que podemos fazer como donos é saber os perigos que nosso cão pode enfrentar e, na medida do possível, evitá-los.

Se percebermos que nosso amiguinho ingeriu uma planta potencialmente tóxica ou se encontrarmos algum dos sintomas listados acima, como sempre, é essencial consultar imediatamente seu veterinário de confiança.

Conhece mais plantas tóxicas para cães? Conta para gente nas nossas redes sociais!


Gostou? Compartilhe com os seus amigos!