Embora às vezes você possa ficar tentado a oferecer ao seu gato algo do que está comendo, você deve ter em mente que a melhor forma de o alimentar é combinando alimentos secos e úmidos.

Dito isso, existem vários alimentos extremamente perigosos para os felinos e que podem prejudicar seriamente a sua saúde.

Mas os principais alimentos proibidos para gatos são:

Chocolate: contém teobromina, que é um alcaloide estimulante do sistema nervoso central.

Uma vez ingerido, leva muito tempo para ser eliminado do corpo do gato e pode causar taquicardia, excitação, diarreia, vômito e até a morte.

Cafeína: é outro estimulante do sistema nervoso dos gatos e, como tal, pode causar distúrbios importantes nele.

Seus efeitos se manifestam por inquietação, respiração rápida, palpitações, convulsões e diarreia.

Ossos de frango cozidos, fervidos ou assados: não são tóxicos para os gatos, mas podem ser prejudiciais, pois os ossos de frango se estilhaçam facilmente, com perigo de danos à boca ou ao sistema digestivo do animal.

Cebola, cebolinha, alho-poró e alho: contém tiossulfato, composto que danifica os glóbulos vermelhos.

Se você alimentar seu gato com qualquer um desses alimentos, em grandes doses ou continuamente, pode causar-lhe anemia ou problemas gastrointestinais, que se manifestam por fraqueza, anemia, perda de apetite, vômitos e apatia.

Cerveja e álcool em geral: em pequenas doses não é letal, mas, se o seu gato beber algum tipo de bebida alcoólica, pode sofrer de sonolência, desorientação, incontinência urinária e até desenvolver comportamentos agressivos.

Abacate: não é tóxico, mas é prejudicial, porque o excesso de gordura pode causar distúrbios estomacais ou pancreatite em felinos.

Nozes: independentemente de conterem ou não sal, os gatos são desencorajados a consumi-las devido à possibilidade de desenvolverem insuficiência renal, vômitos, diarreia e outros problemas digestivos.


Gostou? Compartilhe com os seus amigos!