A FeLV (infecção pelo vírus da leucemia felina) é uma doença viral que pode afetar gatos.

A infecção é mais frequentemente observada em gatos que andam juntos.

O vírus pode causar leucemia.

A leucemia é um tipo de câncer das células brancas do sangue na corrente sanguínea.

Resumo sobre a Felv

Problema nem sempre detectado

             A maioria dos gatos infectados com FeLV não mostra sinais de doença.

Esse estágio assintomático pode durar de semanas a muitos anos antes que o gato infectado comece a apresentar sintomas leves, como anemia e sistema imunológico enfraquecido.

Em alguns gatos infectados, a doença nunca surge.

 

Infecção

A FeLV é transmitida apenas entre gatos e, portanto, não para humanos.

A infecção entre gatos pode ocorrer através da urina, saliva e acasalamento, mas, na maioria das vezes, ocorre através do contato de sangue com sangue, por exemplo, quando entram em brigas, por exemplo.

A infecção também pode ocorrer por meio de tigelas de comida e água.

A FeLV também pode ser transmitida de uma gata grávida para seus gatinhos através da placenta.

A infecção também pode ocorrer em gatinhos através do leite materno.

 

Sintomas

Gatos infectados que mostram sinais da doença geralmente apresentam um ou mais dos seguintes sintomas:

  •         perda de peso;
  •         fraqueza;
  •         febre;
  •         desidratação;
  •         secreção no focinho;
  •         diarreia;
  •         olhos vermelhos;
  •         linfonodos aumentados;
  •         gengivas inflamadas;
  •         morte fetal;
  •         infecções da pele.

Na maioria das vezes, a anemia também é observada.

Além disso, os glóbulos brancos podem ser afetados.

Isso significa que o gato tem um risco aumentado de outras infecções.

 

Diagnóstico

O diagnóstico da FeLV é feito por meio de um exame de sangue.

O teste para a FeLV é mais frequentemente realizado no veterinário, mas às vezes o veterinário pode decidir enviar a amostra para outro laboratório para ter certeza da resposta.

 

Tratamento

Não existe um tratamento real para esta doença viral.

Medicamentos que afetam o sistema imunológico do gato e evitam que o vírus se multiplique já foram experimentados, mas sem efeito significativo.

Além disso, o tratamento requer que as infecções secundárias sejam tratadas.

O vírus que causa o FeLV em gatos é bastante instável fora do gato, então, uma limpeza completa em casa geralmente mata o vírus de forma eficaz.

Depois da contaminação

Os gatos com diagnóstico de FeLV devem, após a confirmação do diagnóstico, ser mantidos dentro de casa para evitar a propagação do vírus a outros gatos, mas também para evitar que o gato infectado seja infectado com doenças de outros gatos.

Também é recomendado que o gato infectado seja examinado rotineiramente por um veterinário.

Aqui, o veterinário será capaz de detectar os primeiros sinais de que o vírus está se espalhando e se o gato deve ser eutanasiado, porque, infelizmente, em casos muito graves, não há muito mais a fazer.

Prevenção

O melhor modo para combater uma doença tão perigosa é a prevenção – no caso da FeLV, é praticamente o único caminho, porque ela não tem cura.

Mantenha o ambiente em que o gato vive sempre impecavelmente limpo.

Evite que seu gato entre em briga com outros gatos, não misture os recipientes de comida e água de seus gatos, consulte sempre o veterinário e faça exames regularmente, se desconfiar de algum problema de saúde de seu animal, também no caso de gravidez da fêmea, procurando manter sempre um acompanhamento contínuo da saúde de seus felinos de estimação.


Gostou? Compartilhe com os seus amigos!