Animais de estimação fazem você feliz, é claro! 

Mas é bom dormir com o pet na cama?

No Brasil, 44,3% dos domicílios possuem pelo menos um cachorro, e 17,7%, ao menos um gato, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Atualmente, há no total cerca de 53 milhões de cães e 22 milhões de gatos no país.

Já na Holanda, por exemplo, é diferente: cerca de um quarto das famílias tem um gato como membro da família, e 20% das famílias vivem com um cachorro.

Ter animais de estimação parece ser bom para sua saúde.

Eles nos fazem mais felizes por causa do amor incondicional que nos dão.

Entre outras coisas, eles reduzem o estresse, diminuem a pressão sanguínea e diminuem a solidão.

Com um cachorro, você também precisa caminhar várias vezes ao dia, o que proporciona exercícios extras. 

Um cachorro super feliz de estar na cama do dono

Animal de estimação como um membro da família

As pessoas tendem a considerar seus animais de estimação como membros da família com direitos iguais.

No Brasil, já houve até sentença de juiz que considerou cães exatamente assim.

Cerca de 40% dos proprietários de cães e gatos às vezes deixam seu amigo de quatro patas dormir em suas camas.

Mas será que é uma boa ideia deixar seu animal de estimação dormir em sua cama?

As opiniões são amplamente divididas sobre isso.

Um pesquisador ficaria horrorizado com a ideia de ter uma fonte de bactérias contaminando sua cama.

A companhia de um animalzinho também causa pior qualidade do sono, segundo alguns pesquisadores.

Outros estudos demonstram que há benefícios à saúde.

E agora?

Se você dorme bem na cama com um animal de estimação, isso parece ser principalmente uma questão pessoal.

É por isso que listamos os prós e os contras para você, para que você possa tomar a decisão.

 

Os benefícios de dormir com o seu pet na cama

O que poderia ser melhor do que um abraço maravilhosamente suave e quente em sua cama?

Além disso, dormir com seu cão ou gato tem muitos efeitos positivos na sua saúde.

 

  1.       Maior vínculo com o animal

Um dos efeitos positivos de dormir com seu animalzinho pode ser um melhor vínculo com ele.

Após um dia inteiro de trabalho, você perdeu a companhia do seu cão ou gato.

Não é de surpreender quando você vê seu amigo de quatro patas entrar alegremente atrás de você no quarto para passar aquela noite fria e escura com você.

Você e seu animal ficam mais felizes dormindo juntos.

É bom para os dois, especialmente se você ficar muito tempo longe do seu amiguinho durante o dia.

  1.       Sensação de segurança

O outro benefício é a sensação de segurança: você se sente mais seguro com seu cão perto de você.

À noite, no escuro, você se sente mais vulnerável, especialmente quando dorme sozinho.

Mas, graças ao seu cão, é como se você se sentisse mais protegido.

  1.       Redução do estresse para o ser humano

Outro benefício é a diminuição do estresse, por exemplo, em pessoas que têm insônia, que é frequentemente acompanhada de estresse, depressão e ansiedade.

Os animais de estimação proporcionam uma sensação de calma e segurança e ajudam a neutralizar pensamentos negativos.

Ao se deitar com seu cão ou gato, seu corpo produz ocitocina, que é um hormônio que reduz o estresse e tem um efeito positivo na pressão sanguínea e no sistema imunológico.

  1.       Redução de estresse para o animal

Um animal resgatado de um abrigo pode ter algum comportamento não tão fácil de decifrar e que pode estar relacionado com algum tipo de estresse.

Há um relato comovente que percorreu a internet há algum tempo sobre um labrador resgatado de um abrigo nos EUA que apresentava a estranha mania de ficar acordado a noite toda, permanecendo em pé na cerquinha que separava o ambiente em que ele ficava do quarto de seu tutor, que, mesmo cansando o animal com muita exercitação durante o dia, insistia em não dormir à noite.

Tendo voltado ao abrigo para conhecer melhor a situação anterior do animal, o tutor descobriu que ele havia sido abandonado enquanto dormia, porque o dono anterior não via mais condições de cria-lo; por isso, ele tinha medo de que isso se repetisse, ficando sem dormir para evitar ser surpreendido de uma hora para outra ao ver-se em outro ambiente, após acordar, sem ninguém.

O tutor retirou a cerquinha, trouxe a cama do animal para junto da sua e deu a entender a ele que não haveria o abandono que acontecera anteriormente.

Ele não precisou colocar o animal em sua cama, mas teve que deixar claro a ele que não era necessário ficar sem dormir.

  1.       Conforto térmico e efeito calmante

As pessoas que não se incomodam porque seus animais de estimação se movem muito à noite (veja as desvantagens abaixo) acham que dormem melhor graças ao seu amigo peludo.

Há a sensação de algo agradável, acolhedor e confortável no fato de dormir com nossos animais de estimação, porque eles têm uma temperatura corporal mais alta do que a dos seres humanos.

O calor do corpo de um animal de estimação e a respiração rítmica têm um efeito calmante.

Por outro lado, no entanto, você dorme melhor se o seu corpo puder regular a temperatura.

Em qualquer caso, ajustar o termostato um grau mais baixo quando você dormir na cama com seu animal de estimação é uma possibilidade – convenhamos que não tão simples.

  1.       Melhora do sistema imunológico

Há comprovados relatos sobre crianças criadas em uma fazenda de animais têm menos probabilidade de sofrer de certas doenças autoimunes.

Provavelmente, isso se deve aos muitos tipos de bactérias com que entram em contato.

Ter um animal de estimação pode ser bom para o seu sistema imunológico, então, por esse motivo.

Dormir na cama com seu cachorro ou gato colocará você em contato com todas as bactérias que eles carregam, fazendo com que você vá ganhando mais resistência contra elas, como se você fosse se acostumando a isso – acho que você acaba virando um pouco canino ou felino.

 

As desvantagens de dormir com um animal de estimação

Não importa o quanto você goste do seu animal de estimação, não se esqueça de que os animais têm práticas de higiene muito diferentes das nossas.

  1.       Animais se sujam e têm hábitos de higiene às vezes perigosos

Eles andam sem proteção nas patas, e pisam em lama e em urina e fezes, além de despreocupadamente enfiarem o focinho em lugares e objetos imundos.

Não é raro que haja casos de gatos que bebam o líquido contido no vaso sanitário ou que cães comam fezes.

  1.       Reação a alergias

Além dessas questões de higiene, nem todo mundo dorme melhor com um animal de estimação na cama.

O efeito tranquilizador pode não acontecer; aliás, dormir com um animal pode ter o efeito oposto, ou seja, interferir negativamente no seu sono, o que torna muitas das vantagens acima inválidas. Portanto, antes de deixar seu cão ou gato dormir em sua cama, leia as seguintes possíveis desvantagens.

A primeira desvantagem é que a proximidade muito grande com animais, especialmente no momento de repouso, pode piorar muito alergias e asma.

Se você tem asma, é melhor não dormir na cama com seu cão ou gato, algo que também se aplica obviamente se você for alérgico a eles, mesmo que apenas levemente.

Nesses casos, de asma e/ou alergia, é ainda melhor manter o animal completamente fora do seu quarto.

Mesmo que você não seja alérgico a animais, o pelo dos seus amiguinhos está cheio de alérgenos, como ácaros e pólen.

O contato com esses alérgenos a noite toda aumenta o risco de desenvolver alergias.

Além disso, esses alérgenos entram na roupa de cama e no colchão e multiplicam-se com o tempo.

  1.       Risco ampliado de doenças

A segunda desvantagem é que o contato com animais na cama pode aumentar o risco de doenças.

Não é desconhecido o fato de que várias doenças são transmitidas dos animais aos seres humanos.

Pessoas idosas, mulheres grávidas, crianças e pessoas com um sistema imunológico enfraquecido correm os maiores riscos à saúde e, portanto, não devem dormir com um animal de estimação na cama.

Os animais podem transportar parasitas como vermes.

Os ovos desses vermes estão no pelo do seu animal de estimação, prontos para desaparecer entre os lençóis.

Seu cão ou gato pode estar infectado com algum tipo de doença, e você nem saber disso.

Uma infecção por estafilococos pode ser bem desagradável se transmitida a você.

Um dos principais problemas são as pulgas na cama, criaturinhas que também podem transmitir doenças; já os gatos, em simples brincadeiras, podem, por seus arranhões, transmitir problemas para o homem.

Uma grande parte de nossos animais de estimação sofre de um problema típico deles: pequenos ácaros invisíveis, que são bastante ativos no escuro, que gostam de ficar zanzando nos cílios dos humanos, resultando em coceira e inchaço.

Com o tempo, você pode ter olhos secos e visão turva.

Você também pode ser acometido por sarna a partir desse tipo de ácaro.

Como os animais não usam calçados e apreciam, por exemplo, rolar no chão ou na grama, podem facilmente trazer bactérias de fezes que acabariam por se espalhar em sua cama, à noite.

Citamos acima as pulgas, mas, além delas, os carrapatos também gostam de se aninhar nos pelos dos animais. As picadas de carrapatos podem infectar os humanos com bactérias e vírus que podem causar doenças perigosas, como a doença de Lyme e a TBE (encefalite do carrapato). 

            

  1.       Roncos, movimentação, posição na cama

Além de doenças, a noite pode ser realmente perturbada, pois o sono poderá ser interrompido por roncos dos nossos amiguinhos, os quais costumam ser bem ruidosos, quando ocorrem.

Cães e gatos também se deslocam regularmente durante o sono, principalmente quando sonham.

Seu gato tem um sino na coleira?

Então, é claro que isso também pode atrapalhar sua noite de sono.

Além disso, os gatos são animais noturnos, o que aumenta a probabilidade de você acordar porque eles querem brincar, por exemplo.

Você também pode dormir pior porque se deita em uma posição diferente e menos agradável para não incomodar o animal.

  1.       Dominância

E a última questão sobre a qual pouco se pensa, mas que é importante, especialmente se levarmos em consideração que animais de estimação devem ser treinados para se manterem domesticados, não agressivos, é que a proximidade extrema pode agravar problemas de dominância e agressão.

Isso significa o famoso ‘mimo’: eles, por conta do privilégio, podem entender que seja algo acima de você na hierarquia.

A cama pode se tornar o território do cão, que ele protegerá, também contra possíveis novos parceiros ou filhos.

Já pensou o drama?

           

Dicas para pessoas que dormem com o seu pet na cama

Você sente pena do seu animal de estimação por deixá-lo dormir sozinho?

Não se preocupe.

Pesquisas mostram que seu cão ou gato realmente conseguem descansar o suficiente sozinhos.

Se o problema, no entanto, é seu, ou seja, se você insiste em aconchegar-se contra seu casaco vivo e peludo à noite, leia as dicas a seguir.

  1.       Vacinas e vermífugos

Se você absolutamente deseja colocar seu cão ou gato na cama, visite o veterinário regularmente para que sejam administradas as vacinas e os tratamentos de vermes necessários.

  1.       Administrando a dominância

Não deixe a cama se tornar o domínio do seu cão ou gato.

Por exemplo, um cão deve poder ficar deitado no chão por 10 minutos, para só depois deitar na cama – em um local permanente – por convite, e isso deve ficar claro para ele, ou ele tomará conta de sua cama, tornando-se agressivo ao você querer retirá-lo de lá por algum motivo emergente, por exemplo.

  1.       Cama ao lado

Gostaria de ter seu animal de estimação perto de você à noite, mas não em sua própria cama?

Pode ser uma opção dar a ele sua própria cama no quarto e colocar do lado da sua.

  1.       Higiene mais rigorosa

Troque sua roupa de cama com frequência, muito mais frequentemente do que faria na sua cama sem um animal de estimação.

Também limpe seu quarto regularmente.

  1.       Pense antes de adquirir

A decisão de deixar o animal dormir na cama deve vir já antes de você trazê-lo para sua casa.

Então, se você está procurando um cachorro ou gato, considere com antecedência se deseja deixá-lo dormir em sua cama.

Depois que seu amigo peludo estiver acostumado a deitar na cama com você, pode ser difícil mudar isso mais tarde.

Se seu amigo de quatro patas estiver acostumado a ser seu amigo de cama desde o início, ele poderá achar difícil se, de repente, um rival humano se juntar a ele.

Pondere tudo isso, e lembre-se que cada caso é um caso!

Avalie o seu e tenha uma boa noite de sono com o seu bichinho.


Gostou? Compartilhe com os seus amigos!