Ração úmida versus seca!

Se você entrar em qualquer pet shop ou supermercado, você vai encontrar uma variedade de rações para gatos – ração úmida, ração seca, completas, complementares.

E são tantas opções para escolher, mas o que tudo isso significa?

Vamos lá! Existem muitas classificações de comida de gato de acordo com vários fatores, como:

  • a adequação nutricional do alimento (ração completa vs ração complementar);
  • o estágio de vida do animal (filhote, adulto, idoso / geriátrico);
  • as sensibilidades e o estilo de vida do felino doméstico (prevenção contra bolas de pelo, castração, pele interior, pele sensível, etc.);
  • o preço (ração econômica, a chamada premium, a superpremium).

Sendo que:

Os alimentos completos fornecem ao seu gato todos os nutrientes de que ele necessita (com exceção da água) e são feitos para serem a parte principal da dieta do seu gato.

Os alimentos complementares são tipicamente guloseimas e costumam ser nutricionalmente incompletos – eles não devem ser mais do que 10% da dieta do seu gato.

Lembrando que as dietas são feitas de acordo com a idade e o estilo de vida do seu gato.

Por exemplo:

  • gatinhos em crescimento requerem mais proteínas e calorias;
  • gatos castrados / domésticos requerem menos calorias;
  • gatos idosos, os níveis de fósforo são reduzidos para ajudar a sustentar o envelhecimento dos rins.

Além disso, algumas dietas também são adaptadas para necessidades específicas de cada gato, por exemplo, fibras como psyllium podem ser adicionadas para ajudar a prevenir a formação de bolas de pelo, e outras dietas podem ser reforçadas com ácidos graxos para ajudar na condição da pele e do pelo do animal.

Inclusive, se você sabe a idade de seu gato, e sabe de alguma necessidade específica dele, você sabe dizer com precisão se deve dar a ele comida úmida ou seca, ou uma combinação das duas?

Gato comendo sua ração úmida

Ração úmida versus seca

A comida de gato pode ser classificada de acordo com seu conteúdo de água em:

  • comida seca – menos do que 14%;
  • comida úmida – mais do que 60%; e
  • comida semiúmida – de 14 a 59% – esta última categoria é principalmente restrita a guloseimas.

Alimentos úmidos são cozidos em altas temperaturas para esterilização, o que resulta em maior vida útil do que dietas secas antes de serem abertos, mas, uma vez abertos, são mais perecíveis.

Existem várias texturas disponíveis em alimentos úmidos, como mousse, pão, pedaços de molho ou geleia.

Já alimentos secos são principalmente extrusados, mas também podem ser cozidos.

Os alimentos extrusados são o resultado do processo de cocção ou cozimento industrial de um conjunto de ingredientes diversos, que são moídos e misturados de maneira homogênea e que sofrem a ação de altas temperaturas, pressão e umidade.

Importante avisar também: Os alimentos úmidos costumam ser mais caros do que os secos, devido às calorias a menos que contêm.

Benefícios da ração úmida

Os gatos evoluíram de locais geográficos áridos, e sua resposta aos alimentos com baixo teor de umidade é concentrar a urina em vez de beber mais água.

Portanto a desidratação em gatos é realmente um fator de risco e pode causar várias doenças, incluindo as doenças renais.

No entanto, não é claro se a alimentação com comida seca resulta em hidratação inadequada ou pior em comparação com a alimentação úmida.

Existem vários estudos que avaliam o efeito da alimentação com alimentos secos e úmidos para a condição de hidratação dos gatos, e os resultados são conflitantes.

Alimentos úmidos são particularmente úteis para:

  • a saúde urinária – alimentos úmidos são úteis para promover mais urina, que é mais diluída, o que é útil para a prevenção de problemas do trato urinário: a hipótese é que alimentos úmidos irão promover uma urina mais diluída que poderia resultar em uma concentração menor de componentes inflamatórios na bexiga;
  • o controle de peso – a água não fornece calorias, portanto, a comida úmida sempre tem uma densidade energética (calorias) menor do que a comida seca. As dietas secas típicas fornecem mais de 3-4 kcal / g (algumas dietas ainda mais fornecem doses mais altas), ao passo que a comida úmida fornece 0,8-1,5 kcal / g, com algumas dietas para perda de peso fornecendo ainda menos calorias. Por esse motivo, a comida úmida é mais volumosa e pode ajudar nos planos de perda ou prevenção de peso;
  • a constipação – a desidratação é um fator de risco para a constipação, por isso, a alimentação com comida úmida pode ser benéfica nesses casos, e é uma recomendação comum alimentar os gatos que sofrem desse problema com comida enlatada.
Gato comendo ração seca

Benefícios da ração seca versus a úmida

O principal benefício dos alimentos secos é sua facilidade, conveniência e custo.

Milhões de gatos em todo o mundo são alimentados com ração seca (exclusivamente ou em combinação com a úmida) e podem viver uma vida longa e saudável.

Outro detalhe é que alimentos secos permitem alimentação livre e podem ser deixados de fora por longos períodos de tempo (claro que tudo dentro de um limite).

E o alimento seco é mais fácil de usar com os brinquedos dispensadores de alimentos, como meio de enriquecimento ambiental e de estímulo mental.

Existem algumas dietas secas que podem ter efeitos dentais benéficos, tanto na redução da formação de tártaro quanto na desaceleração do acúmulo de placa.

No entanto, nem todas as dietas secas terão textura adequada para tratar a placa bacteriana e, mesmo que a tenham, podem não atuar em todas as superfícies dos dentes.

Há uma escassez de dados conclusivos que apoiem a superioridade do alimento seco sobre o úmido na saúde bucal.

Em qualquer caso, a escovação é sempre a melhor resposta.

Alimentos secos têm densidade de energia mais alta do que alimentos úmidos.

Isso pode ser um problema em gatos que não conseguem autorregular sua ingestão de energia, porém, em gatos magros e / ou com apetite exigente a ração seca fornecerá energia e nutrientes em pequeno volume concentrado, maximizando o aporte nutricional.

Se seu gato só come ração seca, como você pode ter certeza de que ele está recebendo água suficiente?

Em gatos alimentados com comida seca é importante promover a ingestão de água, especialmente para prevenir problemas urinários.

Um recipiente constante de água limpa e fresca deve estar sempre disponível.

Outros fatores que podem influenciar a ingestão de água incluem:

  • localização das tigelas de água: mantenha o pote de água separada da comida e das caixas de areia. Escolha um lugar tranquilo onde seu gato não seja incomodado enquanto bebe o precioso líquido.
  • escolha da tigela de água: os gatos parecem preferir cerâmica ou aço, pois o plástico pode dar um sabor residual à água. Use uma tigela larga e plana, pois alguns gatos preferem que seus bigodes não toquem no recipiente.
  • vários pontos de beber: vários locais podem ajudar a promover a ingestão de água, e eles são indicados em famílias com vários gatos, para garantir que este recurso não cause conflitos desnecessários.
  • bebedouros: alguns gatos preferem água corrente, por isso o uso de bebedouros é uma boa alternativa nestes casos. Eles devem ser limpos com frequência, e os filtros, trocados conforme recomendação do fabricante.
  • adicione água ao alimento seco: para obter umidade semelhante à do alimento úmido, a proporção é de 2–3 xícaras de água para 1 xícara de alimento seco.
  • água com sabor: caldo de galinha (sem alho ou cebola) ou ‘água’ de atum podem ser adicionados à água de beber do gato para estimular a absorção de líquidos.
Variações dos alimentos para gatos

Conclusão da ração seca versus ração úmida

Tanto a comida seca quanto a úmida têm prós e contras.

Alimentos úmidos são mais caros e menos fáceis de usar, mas podem ser benéficos para gatos com tendência a doenças do trato urinário, constipação e excesso de peso.

O alimento seco pode ser uma forma muito eficiente de fornecer calorias a gatos magros  e permite o uso de quebra-cabeças de comida e brinquedos utilizando a comida.

Para decidir qual é a melhor, uma avaliação nutricional completa, incluindo histórico de dieta e pontuação de condição corporal, deve ser realizada por seu veterinário!

Confira mais informações CLICANDO AQUI


Gostou? Compartilhe com os seus amigos!